quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Vice campeão Panamericano Sambo 2016.


Fechando minha participação com a medalha de Prata No Panamericano de Sambo - Assunção - Paraguai - 2016.
Categoria  Sambo Combat 57kg
1 lugar México
2 lugar Brasil
3 lugar Argentina
3 lugar Nicarágua
Gostaria de agradecer todos os amigos pela torcida e apoio. E também ao meu técnico  mestre Marcelo Capano.
# CBAS.
#SAMBO Brasil
#COMBAT Club BRASIL
#CT MÁRCIO MELO Combat Club

Entrevista com Márcio Melo, Campeão de Sambô e Sifu de Hung Fa Yi Wing Chun

Entrevista com Márcio Melo, Campeão de Sambô e Sifu de Hung Fa Yi Wing Chun

1 – Sifu Márcio Mello quais são os seus dados básicos ? Idade, peso, altura, formação profissional ?
Resposta : Tenho 34 anos de idade, 1,70 de altura, 60 kg. Professor de Artes Marciais e de Educação Física.
2 – Quando e onde iniciou na prática das artes marciais e por que essa opção ?
Resposta : Iniciei no Kung Fu aos 16 anos, no ano de 1998, em um Projeto Esportivo Escolar. Desde então nunca parei.
3 – Qual o seu tempo de treino, modalidade, graduação e quais modalidades de luta ? Cite o nome de seus professores ?
Resposta : Tenho 18 anos de Artes Marciais chinesas. e também vivência de outras Lutas, 2 anos de experiências no Judô com  Sensei Cesar Romeu, faixa azul de  Jiu Jitsu Brasileiro com o  Professor Aldenir Carvalho.
Tive formação de Intrutor de Kung Fu no ano de 2008, com o Sifu Ronaldo Meireles da Escola Wutao por qual treinei por mais de 10 anos em vários estilos de wushu. Desde o Tradicional (Bei Shaolin, Tong Long, Tai Chi) bem como o Moderno Wushu/Sanda.
Tenho Graduação de Instrutor 5º estrela de Sanda pela FKFERJ/CBKW.
SAMBO pela Confederação Brasileira de Sambo. Tive técnicos como os Mestres Carlos Maia e Marcos Maia, Mestre |Marcelo Capano e também Obtive certificação Internacional de Instrutor  pela FIAS (Federação Internacional Amadora de Sambo) através do Mestre Armênio Tigran Karhanian.
Wing Chun HFY pelo Daí Sifu Marcelo Capano, alem de ser Membro do Programa Internacional de Instrutores pela World Hung Fa Yi Federation ministrado pelo Sigung Garrett Gee Líder da Escola.
4 – Por que optou pelo Hung Fa Yi Wing Chun e como se deu o seu encontro com o Sifu Marcelo Capano ?
Resposta :  Tive contato com o Hung Fa Yi Wing Chun através de um Seminário ministrado pelo Daí Sifu Capano, no Ano de 2010. Fiquei muito impressionado de como um posicionamento especifico dos membros ( Sap Ming Dim) os dez  pontos Brilhantes. Junto como a intenção energética pode otimizar  o tempo de reação no contra golpe. Nunca tinha visto nada semelhante, nem pessoalmente nem por vídeos. Fui convidado à Participar do Seminário de 2011 do GM Garrett Gee e também fui aceito como aluno Privativo de Sifu Capano nesse ano.
5 – Como é o processo de admissão na família Hung Fa Yi Wing Chun ?
Resposta :  O Hung Fa Yi Wing Chun é uma arte ensinada através do Hou Chuen Saan Sau (transmissão presencial), não e permitido o ensino através de vídeo, e  para ser admitido o aluno é conduzido à uma conversa/entrevista onde é explicado ao Canditado à Membro assuntos sobre nossa conduta interna, respeito ao ancestrais e preservação interna do conhecimento. Firmando aos acordos, nossa escola é aberta à qualquer pessoa de bom caráter.
6 – Você chegou à conhecer o chamado “ Ip Man Wing Chun ” também conhecido como “ Wing Chun público ” ou “ Hong Kong Wing Chun ” ? Chegou à praticar ?
Resposta :  Sim. Pratiquei Informalmente na Escola Wutao alguns niveis de outra linhagem de  Wing Chun, antes de Conhecer o Wing Chun HFY.
7 – O que acha sobre as discussões e polêmicas entre as diversas linhagens de Wing Chun pelo mundo ?
Resposta : Acretido que todas as vertentes do wing chun tem tecnicamente e filosoficamente algo de bom à oferecer aos seus praticantes. Não me importo com essas discussões, de “melhor, mais autentica ou mais tradicional” acho que as pessoas devem testar  e vivenciar sua arte e ver o que é melhor para si mesmas. É bom sair do seu mundo, da academia e testar se aquele posicionamento/técnica ou conceito está atualizado no nosso mundo moderno. Lutar com outro praticante de kung fu tradicional é uma coisa, lutar com praticantes de modalidades que não oferecem a “ponte” é outra completamente diferente.
8 – O Sifu Marcelo Capano é um expert em outras lutas marciais. Chegou à praticar outros sistemas com ele ?
Resposta :  Sim, além de Wing chun HFY, Também estudo com Sifu Capano o MCU – Método de Combate Urbano desenvolvido por ele, onde engloba todas as artes que ele teve experiência. Técnicas de Aikijujutsu, Sambo, Bei Shaolin, Xing I, Cloy Lee Fut, etc. Tudo em um só Método de ensino, Pratico e dinâmico, onde pode ser adaptado tanto para os esportes de combates quanto para a defesa pessoal.
9 – Fale-nos sobre o Sambô de Combate ? Como ele é tecnicamente e no que difere do Sambô esportivo ? Como ele está estruturado ao redor do mundo ? Quais os principais circuitos competitivos ?
Resposta :  O Sambo é uma modalidade Hibrida, desenvolvida pelos Russos muito antes do MMA. O Sambo combat é um esporte onde é válido qualquer golpe traumático, tais como soco, chute, cotovelada, joelhada e Cabeçadas, tanto no alto quanto no solo. Alám dos estrangulamentos e finalizações. Porem, o sistema de pontuação é somente através das quedas e imobilizações, Golpes traumáticos devem ter o objetivo de KO, pois não será pontuado. Já o sambo esportivo tem praticamente as mesma regras do combat, exceto os golpes traumáticos e o estrangulamento.O esporte é muito dinâmico e está sendo cogitado para se tornar Olímpico. Está presente em todos os continentes e em mais de 105 paises.
10 –  Qual o seu currículo como competidor de Sambô ?
Resposta : Sou competidor de Sambo desde 2013, desde então fui Campeão Nacional, Estadual, Tri Campeão do Torneio Arnold Classic. 3º colocado no Pan-americano em Nicarágua. Fui atleta representando o Brasil no Mundial em 2015 no Marrocos.
11 – O Hung Fa Yi Wing Chun lhe ajudou tecnicamente nas competições de Sambô ?
Resposta : Posso dizer que é o meu grande diferencial. Os conceitos do tempo, espaço e energia. Tin Yan Dei(Céu, homem e terra), Alinhamento Central,  Movimentação em Bloco, Posicionamento em 3 portais, Guarda de 2 linhas de defesas (Bai Jong Jong Sao). Pouparão-me de ser atingido por golpes traumáticos na maioria das minhas lutas, pude perceber que a mentalidade de usar contra-golpes me abriu uma larga vantagem. Mais o que mais me ajuda são seus conceitos e princípios, Baseado no Chan (Zen) Budismo de Mínimo essencial necessário e de utilizar o pensamento otimista sem prejulgar o oponente, usar apenas o que o momento lhe permite e agir de acordo com o meu espaço e posicionamento. Acredito que é um sistema completo. Porém como eu sou imperfeito sempre tenho falhas psicologicamente, tecnicamente e taticamente. Mais tento sempre estar em busca do aprimoramento e me colocando em testes. Mesmo quando não tive condições físicas favoráveis como um atleta de esporte de alto rendimento deveria ter.
12 – Como você se define : um praticante de Wing Chun que busca um complemento no Sambô ou um praticante de Sambô que busca um complemento no Wing Chun ?
Resposta :  Gosto de  Treinar e estudar o Sambo como um todo para aprender e entender sua dinâmica, as variações de pegadas,  variações das quedas, seus contragolpes, Mais minha base é o Wing Chun HFY, e uso o Sambo como laboratório, mais por se tratar de uma competição esportivas eu não me limito só ao Wing Chun, uso minha experiência que obtive no SANDA e também do MCU (Metodo de Combate Urbano).
13 – Quais são os seus planos futuros como um atleta competitivo no Sambô ou em outras modalidades ? Qual o seu cartel de competições em outras modalidades ?
Resposta :  Esse ano pretendo ir em Busca do Titulo de Campeão Pan americano em Assunção no Paraguai no final de agosto. E também me preparar fisicamente para Futuros eventos de MMA.
Já fui competidor de Kung Fu/Wushu  Tao Lu e também de Sanda. No meu inicio de carreira.
Tri Campeão Estadual de Kung Fu –  FKFERJ. – 2000, 2003, 2008. Taolu
3º Colocado no XI Campeonato Brasileiro de Kung Fu/Wushu – CBKW –  2003 Taolu.
3º Colocado no Mundialito de Kuoshu/Kung Fu – TWKSF – 2003. Taolu
3º Colocado – Combate SANDA – Campeonato Estadual -FKFERJ – 2008.
3º Colocado – Combate SANDA – Copa Wutao – 2008.
14 – Como anda com relação à patrocínios ? Uma vez que você é um atleta que compete internacionalmente ?
Resposta : Estou sem apoio, mais estou aberto aos patrocinadores que querem divulgar sua marca e divulgar esse esporte,  novo e promissor em nosso Pais, e com grande apelo mundialmente. Ano passado tive o Apoio da CBAS para disputar o Pan-americano na Nicarágua e o Mundial em Marrocos.
15 – Fale-nos sobre a sua escola : O CT Marcio Melo Combat Club ? Quais as modalidades ministradas em sua escola ?
Resposta : Meu Centro de Treinamento está sendo reinaugurado e é destinando à Pequenos grupos  com aulas Semi-Privativas ou Particulares. Tenho programa de treinamento em Esportes de Combates como SAMBO, MMA, SANDA e  também em Defesa Pessoal como Wing Chun HFY e tambem o MCU  (Método de Combate Urbano).
16 – Você também possui um aluno em Santa Catarina. Pretende expandir a sua escola para aquele estado ?
Resposta : Tenho um aluno que está entrando no nível Intermediário de Wing Chun HFY e que foi morar em Santa Catarina. Esse ano eu fui até ele dar continuidade aos seus estudos e também ministrar um Work Shop em sua cidade. Seu nome é Thiago Pires, ele está autorizado por mim e pelo Daí Sifu Capano à montar um Grupo de Estudos onde ele será o Sihing do grupo sobre a nossa responsabilidade.
17 – Para finalizar, esse espaço é seu. Deixe uma mensagem para os nossos leitores.
Resposta :  Gostaria de deixar minha gratidão pela oportunidade de falar sobre minha escola Marcial e sobre o esporte em que sou competidor. Agradecer à todos aos meus técnicos e professores,  alunos e companheiros de treinos, que me apoiam e me incentivaram à continuar no esporte mesmo sem as condição favoráveis.

Fonte:


http://tvfight.tv/2016/08/03/entrevista-com-marcio-melo-campeao-de-sambo-e-sifu-de-hung-fa-yi-wing-chun/

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Panamericano Sambo 2016 Paraguai Assunção.


Atletas da seleção brasileira de Sambo


Atleta da seleção brasileira de Sambo Marcio Melo e Rafael Miranda treinam com mestre Marcelo Capano (Combat Sambo Brasil - CBAS)

Marcio Melo e Rafael se preparam para disputar o Pan Americano no Paraguai. O atleta Walmir Gabriel tb será outra chance de medalhas para o Brasil.

Avante Brasil! Avante Sambo!

sábado, 16 de julho de 2016

Campanha Para O Pan De Sambo



Estou classificado e em faze de treinamento para o Panamericano no Paraguai 2016 de Sambo.
# campanha para adquirir patrocinadores
# sambocombatBrasil




terça-feira, 3 de maio de 2016

Treino Livre para sensibilidade tátil (Propriocepção) para Defesa Pessoal.

video


Treino Livre para sensibilidade tátil (Propriocepção) para Defesa Pessoal.
1º - se o caminho está livre, SIGA EM FRENTE;
2º - se o caminho está ocupado, MANTENHA-SE COLADO;
3º - se o adversário faz força, DEIXE-O PASSAR;
4º - se o adversário retrocede, SIGA-O MANTENDO-SE COLADO.
Propriocepção também denominada como cinestesia, é o termo utilizado para nomear a capacidade em reconhecer a localização espacial do corpo, sua posição e orientação, a força exercida pelos músculos e a posição de cada parte do corpo em relação às demais, sem utilizar a visão. Este tipo específico de percepção permite a manutenção do equilíbrio postural e a realização de diversas atividades práticas. Resulta da interação das fibras musculares que trabalham para manter o corpo na sua base de sustentação, de informações táteis e do sistema vestibular, localizado no ouvido interno.[1]